ESSA COISA DE ESCREVER

Como começar?

Esta não é uma pergunta fácil de responder, principalmente porque cada pessoa funciona de uma forma diferente. Às vezes, tentar seguir uma fórmula ou algum tipo de padrão pode até piorar as coisas, porque caso você não se enquadre ou não se sinta confortável seguindo um método, isso pode gerar algum tipo de frustração.

E de frustrações queremos distância. Xô! A frustração é uma das grandes inimigas da criatividade.

Escrever está associado ao prazer. Ao prazer de se expressar, ao prazer de produzir conhecimento, ao prazer de informar.

Isso não quer dizer que não seja necessário disciplina, método e foco.  Porém, acredito que fazer o caminho inverso seja mais interessante. Digo, ao invés de tentar seguir um método específico, tente descobrir como você funciona. A partir disso tudo fica mais fácil, e se desejar seguir algum método ou orientação específica, sobre como conduzir a sua escrita, faça as adaptações necessárias à sua personalidade e rotina e siga em frente.

Já tive em mãos diversos tipos de textos. Já os recebi praticamente prontos, formatados, com várias revisões feitas e ainda assim - além dos errinhos que teimam em fugir dos nossos olhos - foi preciso reordenar frases ou parágrafos ou até mesmo clarificar ideias. Outros, recebi em forma de fluxo de ideias, e a partir disso fomos organizando os sentidos, formatando as palavras e os pensamentos. Por isso digo que cada pessoa é um universo diferente e cada projeto é único. 

Vou deixar aqui embaixo algumas dicas, que na minha opinião são importantes. Sigo todas enquanto escrevo, talvez sejam úteis para você. 

NÃO PERCA UMA LETRINHA SEQUER

Apareceu uma ideia?
Anote do jeito que puder!
Em um pedaço de papel, no bloco de notas do celular, em um cantinho de um livro. Dê um jeito! Se tiver pouco espaço anote uma palavra-chave que faça com que você se lembre do que pensou e não deixe a ideia escapar.

ESCREVA DE
FORMA LIVRE

Em um primeiro momento não fique preso a padrões ou a exigências de formatos. Escreva tudo tal qual venha a sua mente e ao seu coração. Escreva, descreva, lembre, relembre. Libere as palavras sem julgamentos. O segundo passo é ordenar o resultado desse fluxo .... mas isso já é outra etapa.

TODOS OS RECURSOS SÃO BEM-VINDOS

Utilize dicionários online, eles são uma ótima companhia durante o processo da escrita. Dicionários de sinônimos e antônimos também são muito úteis. Temos já há alguns anos um novo acordo ortográfico implementado, é importante conferir os processos de hifenização e prefixação, por exemplo. Confira, confira e confira.

ACERTE OS SEUS PONTEIROS

De acordo com a sua rotina, observe em quais períodos do dia você se sente mais à vontade para escrever. Há pessoas que preferem escrever pela manhã logo que acordam, outras preferem as madrugadas silenciosas. Perceba-se.

CRIE METAS
POSSÍVEIS

Se você tem um prazo formal para entregar um texto, esta data é a sua meta, você terá que se organizar para que consiga cumprir os seus prazos. Mas caso não tenha, saiba  que estabelecer uma meta também é muito importante, mas pense em uma meta real: nada de impor prazos que você sabe que não vai conseguir cumprir.

UMA PAUSA
NECESSÁRIA

Travou na hora de escrever? As palavras sumiram? Isso pode ser um sinal de que sua mente está cansada e precisa de um refresh. Faça  uma pausa para um café, dê uma caminhada, ouça aquela playlist que você adora, ponha em dia pelo menos um episódio daquela série que você está maratonando. Não confunda isso com procrastinação, são coisas distintas. Às vezes, tudo o que o nosso cérebro precisa é de um pequeno descanso.