top of page
  • Foto do escritorTaís

Presença


Altônia -PR

Tantas vezes já falamos sobre a relatividade do tempo e do espaço, tentando encontrar explicação para tamanha sensação de presença nessa enorme distância.


Tudo em vão.


Não há o que explique essa materialidade intangível.

Você sente, eu sinto.

Eu choro, você chora.

E nós dois juntos, transbordamos.


Tento montar esse quebra-cabeça de você: um sorriso, um suspiro, uma lágrima, um gemido, a alegria, o seu silêncio, suas dores e feridas.


Tudo em vão.


As suas peças já estão todas guardadas em algum lugar dentro de mim, aguardando o tempo e o espaço certo, em meio a esta enorme distância, até que você se torne o que tanto desejo:

Presença.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

댓글


bottom of page