• Taís

Minuano


O Minuano é um vento polar frio e seco que nasce nos Andes e vem soprar vigorosamente no inverno brasileiro. Quando é tempo de chegar não há lugar em que ele não entre, não há fresta de janela nem porta que não atravesse.


Impiedosamente frio, ele é aquele que quando respiramos, dói a face toda, é aquele que entra cortante. Acho que a maioria de vocês não o conhece e nem a sensação que ele traz consigo pois é preciso estar ou ter nascido no Rio Grande do Sul para saber como ele é.

E apesar de ser assim tão implacável, ele é presságio de tempo bom, seco e firme já que geralmente desponta pelos pampa depois de muita chuva e temporais.


Nasci entre os dias de São João e São Pedro, às 5:40 da manhã, naquela hora mágica onde a noite não é mais noite e o dia ainda não é dia e podemos ver no céu a Lua, Vênus e também os primeiros raios do Sol. Dia desses disse para um amigo que esta era a "minha luz": este tom de azul arroxeado onde não há mais trevas mas que também não se pode ver tudo com clareza.

Aquele instante exato em que a luz branda vem surgindo aos poucos carregando em si a esperança do dia que está prestes a chegar e onde existe também o silêncio suave que começa a esvaecer diante da urgência da vida que desperta.


Acho tudo isto o cenário perfeito pra uma criatura invernal como eu ter nascido. Todos estes detalhes e peculiaridades dizem muito sobre meu jeito de ser e sobre minha forma de sentir a vida sempre em latência. Ainda não é meu aniversário mas pra minha alegria, o vento já começou a soprar forte.


Não sei dizer ao certo se é o Minuano, o Pampero, o Nordeste ou o Sudeste e realmente não importa. Importa é que o vento chegue e varra todas coisas ruins para bem longe de todos nós. Mova o que está inerte. Renove os ares trazendo-nos fôlego novo.


Secretamente alimento o desejo de que no dia em que nasci tenha soprado o Minuano e que tenha sido ele quem tenha me guiado pra este chão que tanto amo. Pelotas, onde nasci, Rio Grande a cidade que me acolhe, Rio Grande do Sul, estado que presenteia o nosso país tropical com o frio e com a diversidade climática. Que seja bem-vindo o Inverno!

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo